sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Quarta-Feira submersa


Equipado com três mastros e velas verdes que brilhavam dia e noite, o Louva-a-Deus Voador era um navio veloz e afortunado. Percorria o Mar Fronteiriço da Casa, o que significava possibilidade de viagens por oceanos, mares, lagos, rios ou qualquer superfície navegável encontrada nos milhões de mundos dos Reinos Secundários.

E, no primeiro dia, havia mistério.

No segundo dia, havia escuridão.

No terceiro dia, havia piratas.

Um comentário:

  1. Essa série é maravilhosa!!
    Mas só li o primeiro até hje :x

    ResponderExcluir

Bem-vindo ao Sagas Marcantes!Espero que curta o blog e viaje no mundo das Sagas literárias!